Os medicamentos fora de uso também têm remédio.
Home

Cidadão e Comunidade

Que tipo de materiais devem ser entregues ou depositados no contentor da VALORMED existente na farmácia?

medicamentos-valormed

Na farmácia deve entregar os medicamentos fora de prazo ou que já não utiliza/necessita e os materiais usados no acondicionamento e embalagem dos produtos adquiridos (cartonagens vazias, folhetos informativos, frascos, blisters, ampolas, bisnagas, etc.). De igual modo também devem ser entregues os acessórios utilizados para facilitar a sua administração (colheres, copos, seringas doseadoras, conta gotas, cânulas, etc.).
No entanto, em caso de dúvida, consulte a sua farmácia e os colaboradores que lá trabalham.


Posso entregar ou depositar resíduos que ainda contenham restos de medicamentos (xaropes, comprimidos, cremes, etc.)?
Claro que sim.
A recolha das embalagens vazias e medicamentos fora de uso tem como objetivo principal a reciclagem dos materiais de embalagens e de acondicionamento (papel, cartão, plástico, vidro, ...), destinando-se à incineração com valorização energética os medicamentos e restos de medicamentos recolhidos.
Deste modo, a VALORMED pretende preservar o ambiente e cuidar da saúde de todos.


O que não se deve entregar ou depositar no contentor VALORMED existente na farmácia?
Não entregue ou deposite agulhas ou seringas, termómetros, aparelhos elétricos ou eletrónicos, gaze e material cirúrgico, produtos químicos, fraldas e radiografias (neste caso só devem ser entregues quando a AMI lança a sua campanha anual nas farmácias).


A que farmácias me posso dirigir para a entrega destes resíduos?

Praticamente todas as farmácias existentes no território nacional, Continente e Ilhas, são aderentes ao sistema VALORMED estando identificadas, de uma forma geral, com um autocolante com a indicação de Ecofarmácia.

A VALORMED fornece gratuitamente às farmácias aderentes contentores de cartão e expositores metálicos (onde são introduzidos os contentores de cartão), ambos devidamente identificados com o seu logotipo, onde os utentes podem depositar diretamente os resíduos ou solicitar aos colaboradores da farmácia que o façam. Se quiser saber onde os pode entregar, pode consultar o menu Farmácia Comunitária/Aderentes neste site e encontrar aquela que se encontra mais perto de si.


Qual é o papel da VALORMED neste processo?
A VALORMED é uma sociedade que reúne os principais agentes da fileira do medicamento: empresas farmacêuticas, farmácias comunitárias e distribuidores farmacêuticos.
Foi criada com o objetivo de organizar e integrar as diversas operações relacionadas com a gestão dos resíduos gerados pelo setor farmacêutico, colocando ao serviço dos cidadãos um sistema cómodo e seguro para que estes se possam libertar das embalagens vazias e medicamentos fora de uso de origem doméstica.
Salienta-se que, ao aproveitar em sentido inverso o mesmo canal de distribuição que é utilizado para o fornecimento regular das farmácias, contribui de uma forma significativa para a diminuição da pegada ecológica, importante indicador da sustentabilidade ambiental.

 

Quais os objetivos da VALORMED?
A VALORMED ambiciona a concretização de alguns objetivos fundamentais:
1. Transmitir a responsabilidade e preocupação do setor farmacêutico com o destino a dar aos resíduos de embalagens e medicamentos de origem doméstica.
2. Minimizar o impacto que os resíduos de embalagens e medicamentos podem vir a causar sobre o ambiente.
3. Sensibilizar para a não acumulação de medicamentos nos domicílios por parte dos cidadãos.
4. Evitar a automedicação indevida.

 

O que é um medicamento e que cuidados devemos ter com os medicamentos?
Por definição, um medicamento é toda a substância ou associação de substâncias apresentada como possuindo propriedades curativas ou preventivas de doenças em seres humanos ou dos seus sintomas ou que possa ser utilizada ou administrada no ser humano (ou em animais) com vista a estabelecer um diagnóstico médico ou, exercendo uma ação farmacológica, imunológica ou metabólica, a restaurar, corrigir ou modificar funções fisiológicas. Por isso:
- Utilizar os medicamentos seguindo as instruções do seu médico e do seu farmacêutico.
- Cumprir sempre o tratamento que foi prescrito.
- Não fazer uma utilização abusiva ou irresponsável dos medicamentos, pois poderá trazer consequências negativas para a saúde.
- Guardar os medicamentos em local seguro e apropriado, conservando-os dentro das embalagens e com o folheto informativo no seu interior.
- Manter sempre os medicamentos afastados das crianças.
- Verificar sempre o prazo de validade antes de tomar qualquer medicamento.
- Lembrar-se que um medicamento adequado para uma pessoa pode não ser adequado para outra.
- Fazer uma revisão periódica à farmácia doméstica (no máximo a cada 6 ou 12 meses), verificando o prazo de validade dos medicamentos.
- Não guardar medicamentos que já não necessita.
- Não deitar os medicamentos no lixo ou vazar os seus restos através dos esgotos domésticos.

  • Eco Dicas: Carne Vermelha

    Coma menos carne vermelha. A criação de bovinos é uma das atividades que mais contribui para o efeito de estufa.

  • Eco Dicas: Desperdício de Água

    Não desperdice água. 5 minutos são suficientes para tomar banho. Feche a torneira enquanto esfrega o corpo, a cabeça e os dentes. Ensine, desde cedo, as crianças de que a água é um bem essencial com o qual não devemos brincar.

  • Eco Dicas: Racionalize Uso do Carro

    Escolha dois dias da semana para deixar o carro em casa e ir para o trabalho de transportes públicos. Ao final de um ano esta ação corresponde a menos 700 quilos de poluentes no ar.

  • Eco Dicas: Desligue Aparelhos Elétricos

    Desligue da tomada os aparelhos elétricos que não utiliza frequentemente. Estudos revelam que 15% das faturas da luz correspondem a energia gasta por eletrodomésticos deixados em stand by.

  • Eco Dicas: Reciclagem

    Recicle o lixo em casa e no trabalho. Com tanta informação sobre este assunto, já não existem desculpas para não o fazer.

  • Eco Dicas: Medicamentos Fora de Prazo

    Não deite as embalagens vazias e medicamentos que já não utiliza no lixo doméstico. Entregue-os na sua farmácia.

Projeto ambiental com parceria de